O Núcleo de Residenciais Geriátricos do Sindicato dos Hospitais e Clínicas de Porto Alegre (SINDIHOSPA) participou de encontro com especialista sobre prevenção de quedas, como alerta do Dia Mundial de Prevenção de Quedas, estabelecido no dia 24 de junho, pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Para o público de gestores e enfermeiros dos residenciais, a enfermeira Melissa de Freitas Luzia, do Hospital Ernesto Dornelles, falou sobre o envelhecimento populacional e os índices de quedas na população idosa no país, além de dados sobre acidentes em instituições de longa permanência de idosos (ILPIs).

O coordenador do Núcleo de Residenciais, Rogério Guaraldi, ressaltou a importância desse tema para os gestores. “Nos manter atualizados e atentos sobre os possíveis fatores de risco para os idosos é de extrema relevância para a gestão das moradias. O grupo tem esse objetivo, de buscar conhecimento e aprimoramento das atividades realizadas no atendimento de nossos residentes”, afirma.

Durante a palestra, Melissa falou sobre os fatores de risco que propiciam as quedas, e citou algumas causas como: comportamento, algum grau de comprometimento motor do paciente e o ambiente sem devidas sinalizações e cuidados. Além disso, a profissional de saúde comentou os tipos de quedas que podem ocorrer e seus principais danos.

Para encerrar, foram inseridos exemplos do que pode ser feito para a prevenção. Intervenções multifatoriais que reforçam a segurança dos pacientes como avaliação e sinalização de riscos, instruções à pacientes, funcionários e familiares, manejo de medicações e supervisão dos ambientes. 

O Moderna Idade – nome atribuído ao Núcleo de Residenciais do SINDIHOSPA – produzirá um protocolo de prevenção de quedas para as ILPIs. O instrumento trará tópicos para melhorias continuas nos serviços prestados.

Fechar Menu